No products in the cart.

Registration

Entrar

Product was successfully added to your shopping cart.

5

Product was successfully added to your compare list.

5

Product was successfully added to your wishlist.

5

A MARCA

Olympiah traduz mulheres elegantes que buscam roupas feitas com paixão e originalidade

Marca propõe moda contemporânea, exuberante e com toques de outrora. Criada por Zilah e Stephanie Garcia, carrega em seu DNA a paixão da família pelos encantos do corte e da costura

 Da união de duas gerações, Zilah e Stephanie Garcia, mãe e filha, nasce a Olympiah, label recém-criada que já começa a fulgurar em mulheres elegantes de todo o território nacional. Por território, entenda que, poucos meses após seu lançamento, a Olympiah já contabiliza grandes conquistas, estando presente muito além de São Paulo, e já vendida em mais de dez pontos no Brasil. Hoje a marca, fresh como pedem os novos tempos, pode ser encontrada em estados como Minas Gerais, Goiás, Paraná, Amazonas, Bahia e Santa Catarina.

 O sucesso tem sólida base e foi pensado ao longo dos últimos dois anos, até ser lançado, no inverno de 2014, com uma coleção que, inspirada na magia da Capadócia, ganhou cerca de sessenta peças que logo se provaram um êxito nas vitrines das multimarcas. “O sonho é vestir mulheres elegantes que busquem se diferenciar”, conta Zilah Garcia, sempre acompanhada da filha, Stephanie, que complementa: “Acredito que encontrei o meu caminho e isso torna qualquer empreitada fascinante”.

 A parceria entre mãe e filha tem se provado eficiente também por causar trocas de conhecimento que resultam numa marca original e que, embora tenha seu público alvo focado em mulheres dos 25 aos 35 anos, ganhou, por sua atemporalidade, logo em sua estreia, consumidoras de todas as idades. Tendo como marca registrada um sotaque barroco modernizado por cortes geométricos que brincam com silhuetas fluídas e assimétricas, são roupas sexies e sofisticadas. Stephanie assina a direção criativa, enquanto Zilah cuida dos detalhes de produção e dos ajustes de modelagem – erguendo com maestria um processo único a quatro mãos e repleto de histórias para contar.

A HISTÓRIA

Por trás de duas mulheres, uma grande mulher

 A trajetória da Olympiah não poderia ser desenhada sem a inspiração e o conhecimento aprendido com Olímpia Garcia, a bisavó de Stephanie e avó de Zilah, que revelou às duas, ainda na infância, os encantos e as técnicas da tradicional máquina de costura – dessas antiguinhas que hoje são vistas em muitas casas como relíquias do décor. “Sempre me recordo dela colocando uma almofada na cadeira para me ensinar como manusear com maestria a agulha e a linha”, conta, vivaz, Zilah. O mesmo viria a acontecer, décadas mais tarde, com Stephanie, que, por onde passou, sempre conviveu com o apetrecho tão comum às donas de casa da época. Não que Olímpia, hoje com 100 anos, fosse uma senhora do lar: a matriarca sempre olhou de perto os negócios dos filhos e influenciou até mesmo a mãe de Zilah na administração de uma fábrica de lingerie.

 Entretanto, a história não para por aí: Olímpia, acredite, morava na cidade homônima, no interior do estado de São Paulo. E foi nessa estância que Zilah e Stephanie conceberam seu amor pelo nome que hoje batiza a ideia. “Certo dia procurávamos uma palavra para nossa empresa e quando pensamos em Olímpia, não tivemos dúvidas. Era o local de nossas origens e o nome de minha bisavó”, diverte-se Stephanie, que até hoje parte em viagens frequentes para rever as duas Olímpias – avó e cidade.

 Olímpia guarda em seus caracteres – agora grafado como Olympiah – uma força descomunal: sejam eles causados pelas origens genealógicas do clã Garcia, seja pelo charmoso município brasileiro conhecido como a Capital do Folclore, no Noroeste Paulista.

Laços de Sangue

 É verdade que, usualmente, histórias de mãe e filha são marcadas por semelhanças. Não é o que acontece na trajetória de Zilah e Stephanie, unidas pela moda,  mas com destinos pontuados por opiniões divergentes – num ziguezague que parece se encaixar como opostos complementares.

 Zilah nasceu e morou em Olímpia – a cidade onde aprendeu a costurar – até os 15 anos, quando partiu para estudar na vizinhança, em Ribeirão Preto. Com 21 nos, se casou e mudou-se para São José do Rio Preto, onde teve suas duas filhas: a advogada Carol e Stephanie, hoje sua sócia. Como ser dona de casa não estava em seus planos, dividia seu tempo entre cursos de moda e estilo e ainda pegava o carro diariamente para ir até Olímpia trabalhar com a mãe, Zuleica, em sua confecção de roupas íntimas.

 O tempo passou e sua paixão por tecidos a trouxe para São Paulo, onde inicialmente apostou numa loja de almofadas e, mais tarde, deu expediente na retumbante casa de moda da estilista Fafá Oliveira, um marco do início do milênio. “Nessa época a Stephanie, com cerca de 15 anos, já vinha até mim e tentava entender todo o processo de uma empresa fashion em ebulição”, diz Zilah que, pouco depois, saiu da Fafá e foi se dedicar a um curso de fotografia.

 Enquanto isso Stephanie cultivava dúvidas sobre qual carreira seguir. Começou a cursar, em 2012, no Insper, a faculdade de economia. Nessa fase aproveitou períodos sabáticos em Paris e Londres e quando voltou dessa última capital, trocou seu curso de economia para administração e decidiu, em paralelo, criar um negócio próprio. Stephanie, naquele momento, não imaginava que seu destino estaria novamente atrelado ao de sua mãe.

Encontro de mãe e filha

 O momento não poderia ser mais propício: em 2012, Stephanie queria empreender e Zilah acabara de voltar da Índia. Estavam ambas repensando e refletindo sobre os rumos a seguir. “Eu precisava começar algo que me realizasse e, além das fotografias, propus a Stephanie que abríssemos juntas nossa marca”, diz Zilah.

 Como Zilah tinha mais experiência, Stephanie aceitou o desafio e o conselho de sua mãe para estudar ainda mais e partiu para um curso intensivo de estilo no Instituto Marangoni, em Milão. Lá, aprendeu a tirar as ideias do papel, e quando voltou para o Brasil, além de conciliar o curso de administração, logo punha a pleno vapor as peças que dariam identidade à Olympiah e sua coleção de estreia, no inverno de 2014, sempre com a contribuição de Zilah na produção e na modelagem.


Olympiah Confecção em Geral LTDA - 18.747.158/0001-95
Rua da Consolação - 3354 | Jardins - São Paulo / SP